Últimas Notícias
Capa / COLUNISTAS / Ao Excelentíssimo Sr. Indignado

Ao Excelentíssimo Sr. Indignado

10176193_572118836220285_8775915341238115151_n“Eu nem vou te contar a quantidade de gente que sobe nesses ônibus…”

Caro amigo,

Devo perguntar como estás se sentindo além de toda essa indignação que te rodeia? Ou, ainda, se essa tua poltrona é confortável ou se a cadeira do teu computador é de rodinhas? Espero que seja, além do mais, isso só pioraria a situação do mundo à tua volta. Creio que estejas chateado pela quantidade de gente que ainda não aderiu as hashtags do momento, aquelas em prol das mulheres palestinas ou do jogador que se machucou no campo ou, ainda, da quantidade enorme de gente que passa fome na África. Realmente, um absurdo! Sem falar que alguns ainda insistem em não utilizar as redes sociais, pois estão completamente ocupados com alguns voluntariados que, segundo julgas, não precisam de fotos no instagram, até por que quem dá com uma mão não deve deixar a outra saber. É chato mesmo, logo com você que passa todo o teu dia reclamando das injustiças sociais com textos minuciosamente elaborados e fundamentados assim, não podendo ficar dando “curtidinhas” em fotos de projetos que fomenta a solidariedade. Aliás, o que é solidariedade mesmo? Ficar dando as coisas por aí? Mas e o merecimento? E quem vai garantir que aquela minha moeda de 0,25 $ vai realmente servir para comprar um leite pra filha? E, em falar, “qual motivo desse camarada não arrumar um emprego de verdade mesmo?” É trágico, por que a resposta está nessa crise que “lascou” com o Brasil, por conta da corrupção. Sim, aquela do texto que você leu enquanto entrava na frente do seu amigo naquela fila do banco. Lembrou? Pois é. Eu nem vou te contar a quantidade de gente que sobe nesses ônibus. Imagina ver pessoalmente, todos os dias, esse pessoal que mora na ruas? Você teria muito texto pra escrever.

Eu? Bem, eu compro dois salgados pra doar um. E vou vivendo.

Desejo uma mudança em você. Abraço!

Sobre Lidiane Laurentino Andrade

Leopoldinense, 21 anos, graduanda em Administração na Universidade Federal de Alagoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Por Lidiane Laurentino Andrade

Todos (5)