Últimas Notícias
Capa / NOTÍCIAS / Após tentativa de homicídio, homem é preso em Colônia Leopoldina

Após tentativa de homicídio, homem é preso em Colônia Leopoldina

facadaEnquanto políticos antecipam pedidos por votos, a violência segue avançando na cidade

Um homem de 21 anos, identificado como Cassiano Antônio da Silva, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio na noite do último domingo (12). Ele foi acusado de atentar conta a vida de Eduardo Aparecido da Silva. O crime ocorreu na Rua Teodulo Augusto da Luz, na periferia da cidade.

A guarnição da Polícia Militar e o Pelopes da 2ª Cia Independente capturaram o suspeito, ferido, por volta da meia-noite. Conforme a polícia, o agressor golpeou a vítima várias vezes com uma arma branca e fugiu em seguida. Um denunciante anônimo, por meio de uma ligação, levou os militares até o local e o suspeito foi preso após ser pego escondido nas proximidades do lugar com duas facas de 3’’ e 5’’ polegadas, após uma busca. A essa altura, a vítima já tinha sido levada à Unidade Mista Maria Loureiro Cavalcante, com uma perfuração no peito, de onde foi transferida em estado grave para o Hospital Geral do Estado (HGE). O suspeito foi imobilizado e conduzido à delegacia regional de Novo Lino e deverá responder pelo crime, que não teve sua motivação esclarecida.

Episódios de violência aparentemente isolados como este e/ou ainda mais graves têm sido cada vez mais parte do cotidiano do município, que tem pouco mais de 20 mil habitantes. Interessante é notar que a cada semana a criminalidade em Colônia só tem aumentado e isso já há alguns anos: assalto à casa paroquial, sequestro relâmpago e roubos em plena luz do dia em pontos centrais do comércio foram alguns dos fatos recentes da cidade, que já se acostumou com o extermínio de jovens usuários de drogas pela guerra do tráfico e mortes banais por acidentes de trânsito, como se estivéssemos em alguma metrópole. Curiosamente, o problema não tem merecido uma maior mobilização das autoridades e políticos leopoldinenses, hoje em franca campanha eleitoral, apesar de que o calendário eleitoral coíbe certas formas de manifestação. A ausência do debate sobre a violência, intolerância e problemáticas ligadas ao trânsito e à dependência química, por exemplo, também se faz sentir na sociedade civil, talvez por apatia, medo ou por estar ocupada demais com comícios fora de época, sem ideias, propostas ou soluções concretas para os problemas do povo.

Sobre Direto da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Por Direto da Redação

Todos (70)