Últimas Notícias
Capa / COLUNISTAS / Colunista Zé de Melo – EM QUEM ZÉ DE MELO VAI VOTAR…?

Colunista Zé de Melo – EM QUEM ZÉ DE MELO VAI VOTAR…?

Ser cidadão diz respeito às possibilidades que temos de atuar nas políticas da vida do nosso lugar. Definir as políticas que ajudam as pessoas a viverem uma vida melhor do que aquela que se estar vivendo. Assim, ser cidadão é poder participar dessas decisões. A cidadania é algo que se busca de forma incessante. Não é algo que um belo dia conquistamos. Sempre estamos conquistando e conquistando e …

Uma das nossas ações importantes nessa busca, aqui no nosso País, é escolher os representantes, considerando que o estilo de governo é uma “democracia” representativa. Isto é: nós escolhemos aqueles que vão ser cidadãos por nós. Veja que isto tem nos causado muitos desesperos, depois. O que os eleitos fazem e dizem, com certeza, se tivessem feito ou dito aquilo antes, não teriam recebido os nossos votos. Mesmo assim, nós vamos às eleições, escolhê-los, inclusive, por obrigação. Ora! Se o tal deputado que tirou mais de 2 mil votos em Colônia tivesse nos dito sobre o projeto que proíbe os professores de opinaram a respeito de política, certamente, não teria tido os votos que teve.

Pois bem, este ano iremos nós de novo escolher aqueles que irão fazer a política por nós. Vejamos o que se assiste na política nacional – é de arrepiar. Mas a política era para ser feita por todos, se desejássemos ser cidadãos, isto é, uma democracia direta. Contudo, isto, em termos nacionais, se torna inviável dizem os donos da cidadania.

E, então, o que vamos fazer para escolher melhor os nossos representantes? Ah! Aí temos um problema: de partida, escolhemos as pessoas e depois passamos a ouvi-las sobre as questões que nos interessam. Que tal invertermos essa ordem? Ao invés de escolhermos as pessoas antecipadamente, busquemos meios de conhecer as suas propostas e o que pensam eles ou elas da vida, das questões do lugar e como melhorar a cidade?

Uma boa sugestão é que escolhamos aqueles que de forma muita clara, muito evidente nos convençam que, efetivamente, podem fazer cumprir as suas propostas. Todavia, qualquer proposta não basta e muito menos, as que só ajudam a alguns poucos. Então, no momento, podemos valorizar candidatos e partidos que se comprometam no rumo do desenvolvimento sustentável. Isto significa que o seu plano de meta de governo precisa estar voltado a esse desenvolvimento; que assumam atualizar e divulgar, ao final de cada ano, como andam essas metas (avaliação de governo); cumprir a Lei de Acesso à Informação que significa transparência no orçamento e nas decisões, mesmo que esta já seja uma lei. Várias cidades no País já assumiram este tipo de desenvolvimento. Colônia está fora. É assim que Zé de Melo vai votar.

Então, poderemos votar e se preparar para exercermos a nossa cidadania com cobranças, posteriormente.

 

     José Francisco de Melo Neto (zé de melo neto)

Professor Titular e Pesquisador da UFPB

Membro do Movimento Colônia e Cidadania – MCC

Membro da Academia de Cultura de Colônia – ACCL

 

Sobre Direto da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Por Direto da Redação

Todos (70)